CURSO DE INTRODUÇÃO À ESPELEOLOGIA 17.1

A Sociedade Excursionista e Espeleológica dos Alunos da Escola de Minas (SEE/EM) oferece semestralmente o Curso de Introdução à Espeleologia (CIE), com o objetivo de transmitir noções básicas de espeleologia aos estudantes da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). O curso abrange áreas acadêmicas diversas, como biologia, turismo, geologia, engenharia ambiental, entre outros.

O curso é dividido em duas partes, sendo uma teórica e outra prática. As aulas teóricas deste semestre tiveram início no dia 24 de julho e término no dia 27, sendo compostas pelos seguintes temas: Introdução à Espeleologia, Geomorfologia Cárstica, Meteorologia Hipógea, Paleontologia e Arqueologia, Espeleotemas, Espeleofotografia, Bioespeleologia, Legislação Ambiental e Espeleológica, Mapeamento Espeleológico, Espeleoturismo e Exploração e Segurança.
Após a preparação teórica, durante o dia 29, foi realizada a primeira etapa prática do curso, onde os participantes visitaram as grutas da Matinha e Espeleotema localizadas no Parque Estadual do Itacolomi em Ouro Preto – MG, e foram instruídos a se orientar dentro das cavidades através de seus respectivos mapas.
Ambas são desenvolvidas em quartzito através da abrasão mecânica das águas, apresentando um desenvolvimento pouco expressivo se comparadas com as rochas carbonáticas, onde a água atua através da abrasão química, dissolvendo a rocha. No caso da Gruta da Matinha, é possível observar que a água ainda corre nos níveis inferiores, sendo assim uma gruta relativamente jovem.

No domingo (30), último dia do curso, foi realizada a exploração e a aplicação das técnicas de mapeamento espeleológico na Gruta da Igrejinha, que localiza-se no Parque Estadual da Serra de Ouro Branco (PESOB), em uma área que também pertence ao município de Ouro Preto. Foram transmitidas técnicas de prospecção, exploração, localização e noções básicas de mapeamento espeleológico pelos monitores da SEE aos 13 alunos da Universidade Federal de Ouro Preto inscritos no curso.
O parque abriga quase a totalidade da Área de Preservação Permanente (APP) da Gruta da Igrejinha, que possui grau de relevância máximo, sendo a maior caverna em mármore do Quadrilátero Ferrífero.

O curso é uma importante ocasião para aproximar a comunidade acadêmica ao mundo subterrâneo, que geralmente é pouco divulgado e conhecido. Além disso, oferece uma exploração com segurança, conhecimento e diversão, não sendo necessário nenhum pré-requisito.

O principal objetivo do curso é apresentar a espeleologia como ciência e sensibilizar o público para a importância das grutas como um patrimônio ambiental que é relevante para trazer conhecimento sobre diversas áreas. A SEE sempre está aberta à novos participantes, de qualquer área acadêmica, para complementar nossos trabalhos de forma interdisciplinar.

Aos interessados, as reuniões acontecem toda terça-feira às 19h30 na sala 34 da Escola de Minas, localizada na Praça Tiradentes em Ouro Preto.

 

 

Fotos: Gabriel Lourenço e Pedro Ignacio

 

 

 

 

 

Foto - Gabriel Lourenço50 Foto - Gabriel Lourenço54

Foto - Gabriel Lourenço57 Foto - Gabriel Lourenço59 Foto - Gabriel Lourenço60 Foto - Gabriel Lourenço64 Foto - Gabriel Lourenço66 Foto - Gabriel Lourenço68 Foto - Gabriel Lourenço69 Foto - Gabriel Lourenço70 Foto - Gabriel Lourenço71 Foto - Gabriel Lourenço72 Foto - Gabriel Lourenço73 Foto - Gabriel Lourenço02 Foto - Gabriel Lourenço06 Foto - Gabriel Lourenço08 Foto - Gabriel Lourenço13 Foto - Gabriel Lourenço15 Foto - Gabriel Lourenço20 Foto - Gabriel Lourenço21 Foto - Gabriel Lourenço27 Foto - Gabriel Lourenço29 Foto - Gabriel Lourenço34 Foto - Gabriel Lourenço36 Foto - Gabriel Lourenço40 Foto - Gabriel Lourenço41roya (1) roya (2) roya (3) roya (5) roya (6) roya (7) roya (8) roya (9) roya (10) roya (11) roya (12) roya (13) roya (14) roya (15) roya (16) roya (17) roya (18) roya (19) roya (20) roya (21) roya (22)